Mãe de Daniel libertada com termo de identidade

(ATUALIZADA) Lídia Freitas, a mãe de Daniel, a criança madeirense que esteve três dias desaparecida em janeiro, foi libertada com termo de identidade e residência, indiciada pelo crime de tráfico de pessoas.

O marido, Carlos Sousa, assumiu ao DN ter ficado "bastante admirado" com a decisão do juiz e acrescentou que não quer voltar a viver com a mulher: "Não a quero em casa. Foi ela que saiu [na passada terça-feira] para viver com outra pessoa, que regresse para onde foi".

A mulher foi detida no sábado pela Polícia Judiciária (PJ), seis meses depois do desaparecimento da criança, na sequência de diligências desencadeadas na sexta-feira e que incluíram interrogatórios aos pais e outro indivíduo -- não identificado - sobre este caso.

A arguida esteve estes últimos dois dias no estabelecimento prisional da Cancela e foi também ouvida hoje pelo procurador do Ministério Público na comarca da Ponta do Sol.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG