Incêndio em habitação desaloja família

Um incêndio numa habitação do concelho da Ponta do Sol, Madeira, esta madrugada, desalojou uma família, informou fonte dos Bombeiros Voluntários da Ribeira Brava.

Segundo a mesma fonte, o alerta para o fogo chegou à corporação às 23.51 de sábado, que fez deslocar ao local três viaturas e seis homens, que regressaram ao quartel duas horas mais tarde.

O proprietário da habitação, José Carlos Vieira, explicou à Lusa que o incêndio começou num anexo da casa, onde viviam quatro pessoas, e propagou-se ao seu interior, desconhecendo a causa.

"Foi de repente. Destruiu os quartos, eletrodomésticos, as compras para a festa [Natal], ardeu tudo", declarou, referindo que a casa ficou sem condições de habitabilidade.

Os desalojados vão ficar esta noite em casa de familiares, estando previsto que na manhã de segunda-feira se desloquem à Câmara Municipal de Ponta do Sol para resolver a situação em colaboração com a Investimentos Habitacionais da Madeira.

Um outro incêndio, também esta madrugada, destruiu uma tradicional casa de colmo em Santana, junto à igreja paroquial, que era a "Casa da Biosfera".

"Foi uma casa edificada propositadamente para a data de 25 de março, quando o concelho recebeu o galardão de Reserva Mundial da Biosfera", adiantou o presidente da Câmara de Santana, Rui Moisés, referindo que o espaço comercializava produtos tradicionais.

Rui Moisés disse que foi alertado para o incêndio pelas 7.00, elogiando o trabalho dos bombeiros que circunscrevam o fogo àquele espaço.

Estimando os prejuízos em mais de dez mil euros, o autarca declarou a situação como "suspeita", desconhecendo, ainda, se, face aos constrangimentos financeiros atuais, o município vai encetar a sua recuperação.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG