Detenção de presumível incendiário

O suspeito que em tempos concorreu ao curso de aspirante a bombeiro onde chumbou nos testes, é natural da Madeira e tem 37 anos de idade.

A Polícia Judiciária, através do Departamento de Investigação Criminal do Funchal, deteve um homem, indiciado pela prática do crime de incêndio florestal.

Na sequência das diligências de investigação levadas a efeito face a onda de incêndios que assolaram a Região Autónoma da Madeira (RAM), foram recolhidos fortes indícios que permitiram identificar o autor de dois incêndios ocorridos no fim do mês de março na freguesia de Ponta do Pargo e que consumiram uma área florestal de 30 hectares, e ainda do incêndio de grandes dimensões que no passado dia 17 deste mês, atingiu as freguesias da Fajã da Ovelha, Ponta do Pargo e Achadas da Cruz, consumindo uma área total de 2.484 hectares, e colocando em perigo diversas habitações.

O suspeito que em tempos concorreu ao curso de aspirante a bombeiro onde chumbou nos testes, é natural da Madeira e tem 37 anos de idade.

O detido irá ser presente às autoridades judiciárias competentes para interrogatório judicial e aplicação das medidas de coação adequadas.

Em investigação continuam os incêndios do Funchal e de Santa Cruz.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG