Julgados suspeitos de matar e queimar homem

Um segurança e um taxista acusados de terem matado e queimado um homem em abril do ano passado começaram esta quarta-feira a ser julgados no Tribunal de Mangualde, à porta fechada.

Fonte judicial explicou aos jornalistas que durante a produção de prova o julgamento irá realizar-se à porta fechada, por ordem do juiz.

Em abril do ano passado, o segurança e o taxista, então com 20 e 32 anos, respetivamente, foram detidos pela PJ, em colaboração com a PSP de Viseu, por suspeita de morte e profanação de cadáver.

O crime aconteceu numa quinta-feira, dia em que a PSP de Viseu foi alertada para o desaparecimento do homem. A vítima foi encontrada morta, dias depois, com vários tiros e com partes do corpo queimadas, perto da estrada que liga Mangualde a Penalva do Castelo.

Segundo informações dadas na altura pela PJ, o revólver alegadamente usado no crime foi apreendido no momento da detenção dos dois suspeitos.

A motivação terá sido um "ajuste de contas" relativo à aquisição e venda de drogas. O homem encontrado morto estava referenciado pela PSP de Viseu como traficante e consumidor de droga.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG