Jovem da Bela Vista morreu da queda

O exame ao corpo de Rúben Marques, 18 anos, revela que o jovem morreu da queda da mota em que seguia e não por qualquer disparo da PSP, perto do bairro da Bela Vista, Setúbal.

A morte do jovem aconteceu depois de uma perseguição da polícia que o seguiu após ter desobedecido a uma ordem de paragem.

O incidente aconteceu no sábado (dia 16) e fez com que os moradores do bairro da Bela Vista, nomeadamente um grupo de jovens, tivessem protestado com a atitude dos agentes. Durante a noite foram incendiados caixotes do lixo e um autocarro ficou com os vidros partidos.

Na sequência da morte a Inspeção-Geral da Administração Interna mandou abrir um inquérito, que terá de estar concluído no prazo máximo de 45 dias.

Também o Ministério Público abriu inquérito para investigar a morte. A decisão foi divulgada esta segunda-feira em comunicado. "O Ministério Público (MP) instaurou inquérito com finalidade de investigar a morte de Ruben Manuel Teixeira Marques, ocorrida em 16 de março de 2013, cerca das 16.29, na Rua João Augusto da Rosa, Manteigadas, Setúbal", refere a nota da Procuradoria-Geral da República.

A mesma comunicação confirma que "foi ordenada autópsia médico-legal, que se realizou hoje, no Gabinete médico-legal de Setúbal, na presença de duas magistradas do Ministério Público do serviço de inquéritos da Comarca de Setúbal".

Acrescenta ainda que, "embora não esteja ainda elaborado o relatório da autópsia, pode afirmar-se que a morte resultou de lesões traumáticas cranianas decorrentes de acidente" e que "não foram detetados no corpo quaisquer vestígios ou sinais de lesões provocadas por disparo de arma de fogo".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG