Jornadas apontam caminho de renovação

As Jornadas de Teologia da Universidade Católica do Porto (UCP) vão decorrer entre segunda e quinta-feira e procurarão "clarificar as razões para a diminuição da fé, apontando caminhos para a renovação da Igreja Católica", refere a organização.

Em comunicado, a UCP assinala que Portugal tem mais de nove milhões de católicos, mas contrapõe dados dos últimos anos, segundo os quais as igrejas "estão progressivamente mais vazias", já que o número de fiéis praticantes não ultrapassará os dois milhões.

A organização do evento realça também a perda de mais de meio milhão de fiéis nas eucaristias dominicais durante os últimos 25 anos e sublinha que este é "um aspeto que merecerá particular atenção" aos participantes nas jornadas.

Outra questão em foco poderá ser a diminuição da influência da Igreja na sociedade, que se traduz, por exemplo, no decréscimo do número de casamentos religiosos.

As Jornadas de Teologia da Universidade Católica do Porto, este ano em nona edição, vão decorrer sob o lema "Nova Evangelização: Desígnio humano de expansão ou partilha do dom inestimável de Deus?".

Durante o evento, o mais jovem bispo português, José Cordeiro, da Diocese de Bragança-Miranda, vai explicar o papel da liturgia na nova evangelização e o diretor da Faculdade de Teologia da Universidade Católica de Braga, João Duque, centrará a intervenção no futuro da religião e do catolicismo.

" Lusa, João Duque recusou a transformação do ritual religioso "numa operação de marketing para conquistar fiéis", considerando que isso seria "enveredar por um caminho completamente errado".

O novo bispo de Lamego, António Couto, que assumiu aquelas funções em 29 de janeiro, é outro orador convidado para as jornadas e a sua intervenção vai centrar-se, como adiantou à agência Lusa, no papel missionário de todos os católicos.

"Vulgarmente, as pessoas pensam que é preciso uma segunda vocação para ser missionário. Mas ser cristão e ser missionário é uma e a mesma coisa", disse o prelado, ao sintetizar o teor da comunicação que vai proferir.

O espanhol González Montes é outro dos oradores confirmados.

Segundo a organização, "o significado da nova evangelização, encarada como uma cruzada e uma maneira alternativa de entender o divino na cultura e na intervenção na sociedade, são pontos transversais às intervenções de todo o painel de convidados".

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG