Jogo Algarve-Sporting angariou 37.500 euros

O jogo de solidariedade entre a seleção do Algarve e o Sporting, que os "leões" ganharam por 3-1, angariou hoje 37.500 euros para a reconstrução dos equipamentos desportivos afetados pela intempérie de 16 de novembro.

De acordo com a organização do jogo, a cargo da Associação de Futebol do Algarve, foram vendidos 7.500 bilhetes a um custo de cinco euros - seis mil foram comprados por uma cadeia de supermercados e 1.500 foram adquiridos na bilheteira -, embora a partida tenha contado apenas com cerca de três mil espetadores.

A verba angariada será agora entregue às câmaras municipais de Lagoa e Silves, em princípio em partes iguais, e servirá para recuperar os diversos equipamentos desportivos que saíram afetados pelo tornado que atingiu os dois concelhos.

O presidente do Sporting, Godinho Lopes, que "ofereceu" a sua equipa para a iniciativa, elogiou a adesão dos adeptos algarvios à partida de solidariedade, que a sua equipa venceu por 3-1, com golos de André Martins, Labyad e Viola. Fernandez concretizou o golo da seleção algarvia.

"A adesão dos algarvios foi ótima. Entendo que era fundamental estarmos presentes neste momento, porque a atitude solidária deve existir e o Sporting deve mostrar que é um clube diferente, preocupando-se com os demais. Com a ajuda do tempo, tudo se conjugou para que isto fosse uma festa", declarou o dirigente.

Godinho Lopes ficou igualmente satisfeito com a resposta dos adeptos, num momento crítico.

"As pessoas percebem que a situação do clube não está boa do ponto de vista do futebol, mas também percebem que há uma vontade de dar a volta e de vencer e que essa vontade só pode ser feita com uma atitude coletiva entre a direção, os jogadores e os técnicos, sempre com apoio da massa associativa", disse.

Questionado sobre o "derby", com o Benfica, que se joga a 10 de dezembro, o presidente do Sporting afirmou: "Antes há outra festa, com o Videoton (Liga Europa). E há uma festa diária, que é servir o clube, o 'derby' vem a seguir e será visto olhos nos olhos. Confiante? Estou sempre em todos os jogos."

O treinador da seleção do Algarve, Manuel Cajuda, também se mostrou satisfeito. "Não senti a tragédia na pele, mas senti no coração. Acedi ao pedido de colaboração por ser solidário. Este jogo teve o amor, fraternidade e carinho que o futebol deve ter".

Agradecendo ao Sporting, aos jogadores da sua equipa e ao público por ter comparecido, o técnico, natural de Olhão, deixou "uma palavra de conforto" para quem sofreu com a intempérie.

"A solidariedade não tem preço, nem altura. Espero que esta iniciativa possa ter amenizado o sofrimento da população afetada", concluiu.

Cajuda aproveitou a ocasião para desmentir a possibilidade de ingressar no Sporting como "manager", aventada pela imprensa nos últimos dias: "Essa hipótese não tem qualquer fundamento de verdade."

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG