Verão começa com chuva, granizo e trovoada

O verão começa esta quinta-feira com chuva, por vezes forte e acompanhada de granizo e trovoadas, mas com temperaturas a rondar os 30 graus, adiantou à Lusa a meteorologista Patrícia Gomes.

O solstício de verão ocorrerá às 11:07 desta quinta-feira, marcando o início da estação no hemisfério norte. O verão vai prolongar-se por 93,66 dias até ao próximo Equinócio, a 23 de setembro de 2018, de acordo com o Observatório Astronómico de Lisboa.

Patrícia Gomes, do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), adiantou que durante a madrugada desta quinta-feira ocorreu bastante precipitação, em especial na região sul e litoral centro, que em alguns locais foi acompanhada por granizo e bastantes descargas elétricas (relâmpagos).

"Por causa desta situação, o IPMA colocou sob aviso amarelo dez distritos de Portugal continental - Aveiro, Coimbra, Castelo Branco, Leiria, Lisboa, Santarém, Portalegre, Setúbal, Évora e Beja -- até às 10:00. Contudo ao longo do dia de hoje poderá haver novos avisos", disse.

Na quarta-feira, os concelhos de Lamego, Armamar e Resende, no norte do distrito de Viseu, foram afetados pelo mau tempo, que provocou inundações e quedas de árvores.

De acordo com a meteorologista, esta quinta-feira poderão ocorrer situações semelhantes como a registada no distrito de Viseu.

"Pode acontecer. O que aconteceu foi realmente um aguaceiro forte com bastante granizo e para hoje a situação e semelhante", disse.

Amanhã [sexta-feira] ainda haverá alguma instabilidade, em especial nas regiões do Norte e Centro e no interior destas regiões com alguns aguaceiros que pontualmente poderão ser fortes e de granizo

Além da chuva forte, o IPMA prevê também para esta quinta-feira vento forte nas terras altas e descida da temperatura máxima, com exceção do Algarve onde está prevista uma subida.

"Amanhã [sexta-feira] ainda haverá alguma instabilidade, em especial nas regiões do Norte e Centro e no interior destas regiões com alguns aguaceiros que pontualmente poderão ser fortes e de granizo", disse.

Patrícia Gomes destacou que a partir do fim da tarde de sexta-feira deverá começar a registar-se uma melhoria.

"Para o fim de semana ainda existem condições de instabilidade. Ainda existem aguaceiros e condições favoráveis à ocorrência de trovoadas, mas serão menos frequentes e mais dispersos", indicou.

No que diz respeito às temperaturas, Patrícia Gomes adiantou que hoje descem, mas amanhã sobem recuperando e no sábado vão registar-se pequenas variações.

"No entanto, as máximas vão rondar os 30 graus em todo o país e em alguns locais serão acima dos 30. As mínimas serão amenas e em muitos locais tropicais, ou seja, com 20 graus ou acima", disse.

A tendência para o início da próxima semana será de melhoria.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Henrique Burnay

Discretamente, sem ninguém ver

Enquanto nos Estados Unidos se discute se o candidato a juiz do Supremo Tribunal de Justiça americano tentou, ou não, há 36 anos abusar, ou mesmo violar, uma colega (quando tinham 17 e 15 anos), para além de tudo o que Kavanauhg pensa, pensou, já disse ou escreveu sobre o que quer que seja, em Portugal ninguém desconfia quem seja, o que pensa ou o que pretende fazer a senhora nomeada procuradora-geral da República, na noite de quinta-feira passada. Enquanto lá se esmiúça, por cá elogia-se (quem elogia) que o primeiro-ministro e o Presidente da República tenham muito discretamente combinado entre si e apanhado toda a gente de surpresa. Aliás, o apanhar toda a gente de surpresa deu, até, direito a que se recordasse como havia aqui genialidade tática. E os jornais que garantiram ter boas fontes a informar que ia ser outra coisa pedem desculpa mas não dizem se enganaram ou foram enganados. A diferença entre lá e cá é monumental.