Uma viagem pela História da PSP

O novo MUP ou Museu da Polícia guarda um acervo de documentos e peças históricas a partir do século XVI até aos nossos dias.

O registo das meretrizes (prostitutas da cidade) na década de 30 do século passado, o revólver calibre .38mm com que o pide Casimiro Monteiro terá tentado assassinar Humberto Delgado, o louvor ao poeta e polícia António Aleixo. De todos estes pedaços de História se compõe o novo MUP (Museu da Polícia), que guarda um acervo de documentos a partir do século XVI até aos nossos dias.

A primeira fase da inauguração, com a mostra da Sala António Aleixo e a primeira fase do Arquivo Histórico, foi a 24 de junho. Mas o conjunto da coleção, disposta numa área de 1800 metros quadrados, nas antigas instalações do governo civil de Lisboa, na rua Capelo, ao Chiado, será inaugurada ao público a 2 de julho de 2017, quando a instituição celebrar 150 anos de História.

Leia mais pormenores no e-paper do DN.

Ler mais

Exclusivos