Trinta e quatro imigrantes ilegais detetados em empresas de Famalicão e Trofa

Operação visou empresas suspeitas de auxiliarem a imigração ilegal, principalmente de indivíduos asiáticos

Uma operação desenvolvida esta quinta-feira em empresas dos concelhos de Famalicão e Trofa levou à identificação de 34 imigrantes em situação ilegal em Portugal, anunciou fonte da GNR.

Segundo a fonte, a operação visou várias empresas suspeitas de prestarem auxílio à imigração ilegal, nomeadamente com origem em asiáticos, como o Paquistão e a Índia.

Dois trabalhadores foram detidos por permanência ilegal em território nacional e seis foram notificados para abandonar o país voluntariamente.

Os restantes foram notificados para comparecerem no Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) de Braga, para regularização da situação.

Os detidos vão ser levados na sexta-feira ao Tribunal Judicial de Famalicão.

Na operação, estiveram envolvidos 20 militares do Núcleo de Investigação Criminal da GNR de Barcelos, seis inspetores do SEF e dois inspetores da Autoridade para as Condições do Trabalho.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Brexit

"Não penso que Theresa May seja uma mulher muito confiável"

O diretor do gabinete em Bruxelas do think tank Open Europe afirma ao DN que a União Europeia não deve fechar a porta das negociações com o Reino Unido, mas considera que, para tal, Theresa May precisa de ser "mais clara". Vê a possibilidade de travar o Brexit como algo muito remoto, de "hipóteses muito reduzidas", dependente de muitos fatores difíceis de conjugar.