Trabalhador morreu em acidente numa fábrica

Vítima estava a trabalhar na empresa há cerca de duas semanas

Um homem com cerca de 50 anos morreu hoje na sequência de um acidente de trabalho numa fábrica de pré-esforçados em betão situada em Ílhavo, disse fonte dos bombeiros.

O alerta para o acidente foi dado cerca das 11:00.

Em declarações à Lusa o comandante dos Bombeiros de Ílhavo, Carlos Mouro, contou que o operário foi esmagado por uma máquina.

Segundo a mesma fonte, a vítima estava a trabalhar na empresa havia cerca de duas semanas.

O comandante referiu ainda que quando chegaram ao local, encontraram o homem já sem vida, tendo sido necessário usar material de desencarceramento para retirar a máquina que estava em cima do indivíduo.

Além dos bombeiros, estiveram no local uma equipa da Viatura Médica de Emergência (VMER) do Hospital de Aveiro, que confirmou o óbito, e a GNR.

O acidente será agora alvo de inquérito da Autoridade para as Condições do Trabalho (ACT).

Exclusivos

Premium

Leonídio Paulo Ferreira

Nuclear: quem tem, quem deixou de ter e quem quer

Guerrilha comunista na Grécia, bloqueio soviético de Berlim Ocidental ou Guerra da Coreia são alguns dos acontecimentos possíveis para datar o início da Guerra Fria, que alguns até fazem remontar à partilha da Europa em esferas de influência por Churchill e Estaline ainda o nazismo não tinha sido derrotado. Mas talvez 29 de agosto de 1949, faz agora 70 anos, seja a melhor opção, afinal nesse dia a União Soviética fez explodir a sua primeira bomba atómica e o monopólio da arma pelos Estados Unidos desapareceu. Sim, foi o teste em Semipalatinsk que estabeleceu o tal equilíbrio do terror, primeiro atómico e depois nuclear, que obrigou as duas superpotências a desistirem de uma Guerra Quente.