Técnico em risco de suspender atividade científica

O Instituto Superior Técnico (IST) avisa que está "em risco de ter de suspender grande parte da sua atividade científica e de prestação de serviços por um período indeterminado".

Em causa está a publicação do Decreto-Lei de Execução Orçamental que, lembra o IST, "prevê a proibição [às instituições do ensino superior] de assumir compromissos sem que para tal exista disponibilidade financeira a curto prazo".

A medida é definida pelo Instituto como um "bloqueio", que é "irrazoável para instituições de ensino superior com significativa atividade geradora de receitas próprias", e que "poderá implicar que o IST perca milhões de euros em projectos angariados em ambiente extremamente competitivo e, de resto, cruciais para o funcionamento da instituição e para a economia do país".

O IST acusa ainda o Governo de, com medidas destas, "contribuir para a perda da independência das universidades" e para "a fuga de talentos e a degradação do tecido científico nacional".

Ler mais

Exclusivos

Premium

Viriato Soromenho Marques

Quem ameaça a União Europeia?

Em 2017, os gastos com a defesa nos países da União Europeia tiveram um aumento superior a 3% relativamente ao ano anterior. Mesmo em 2016, os gastos militares da UE totalizaram 200 mil milhões de euros (1,3% do PIB, ou o dobro do investimento em proteção ambiental). Em termos comparativos, e deixando de lado os EUA - que são de um outro planeta em matéria de defesa (o gasto dos EUA é superior à soma da despesa dos sete países que se lhe seguem) -, a despesa da UE em 2016 foi superior à da China (189 mil milhões de euros) e mais de três vezes a despesa da Rússia (60 mil milhões, valor, aliás, que em 2017 caiu 20%). O que significa então todo este alarido com a necessidade de aumentar o esforço na defesa europeia?