TAP leva mães e bebés à Madeira

Para celebrar o Dia da Mãe, a companhia faz o batismo de voo dos primeiros bebés nascidos neste dia, no ano passado. Uma celebração especial para as famílias, com a TAP

No ano passado, a TAP decidiu celebrar o Dia da Mãe com uma surpresa. Este ano, completa a celebração. De que se trata? Hoje, os primeiros bebés nascidos no Dia da Mãe de 2017 terão o seu batismo de voo, viajando com as mães até à Madeira.

Tudo começou quando a TAP surpreendeu as primeiras mães do dia, no ano passado, em cada distrito do país e nas ilhas. Nessa ocasião, todas as famílias receberam um kit bebé, que incluía um voucher para uma viagem de batismo de voo. Este ano, quando os bebés estão prestes a completar um ano de vida, e novamente assinalando o Dia da Mãe, a TAP leva então essas mesmas famílias a cumprir a viagem de batismo de voo dos seus bebés.

No total, são mais de 40 pessoas, oriundas de vários distritos de Portugal, de Norte a Sul, que vão viajar até à Madeira, neste Dia da Mãe. Naquela ilha vão usufruir de um programa dedicado, elaborado com o apoio da Associação de Promoção do Turismo da Madeira, que propõe às famílias algumas experiências em conjunto, incluindo uma aula de ioga com os bebés e sessões de cook experience, bem como outras atividades lúdicas.

"Esta ação, em parceria estratégica com a Associação de Promoção da Madeira, demonstra bem o potencial do destino para o segmento Famílias, em Portugal, mercado de proximidade a apenas 1H30 de distância", explica a companhia, que dá mais uma vez vida a uma iniciativa que vai tornar o Dia da Mãe ainda mais especial.

Ler mais

Exclusivos

Premium

nuno camarneiro

Uma aldeia no centro da cidade

Os vizinhos conhecem-se pelos nomes, cultivam hortas e jardins comunitários, trocam móveis a que já não dão uso, organizam almoços, jogos de futebol e até magustos, como aconteceu no sábado passado. Não estou a descrever uma aldeia do Minho ou da Beira Baixa, tampouco uma comunidade hippie perdida na serra da Lousã, tudo isto acontece em plena Lisboa, numa rua com escadinhas que pertence ao Bairro dos Anjos.

Premium

Rui Pedro Tendinha

O João. Outra vez, o João Salaviza...

Foi neste fim de semana. Um fim de semana em que o cinema português foi notícia e ninguém reparou. Entre ex-presidentes de futebol a serem presos e desmentidos de fake news, parece que a vitória de Chuva É Cantoria na Aldeia dos Mortos, de Renée Nader Messora e João Salaviza, no Festival do Rio, e o anúncio da nomeação de Diamantino, de Daniel Schmidt e Gabriel Abrantes, nos European Film Awards, não deixou o espaço mediático curioso.