Sondagem do Sol feita por empresa apoiante de Passos Coelho

O director de campanha de Paulo Rangel colocou hoje em causa a credibilidade da sondagem publicada pelo jornal Sol sobre as directas do PSD, dizendo que esta foi feita por uma empresa de um apoiante de Passos Coelho.

"Não estamos minimamente preocupados com a credibilidade de uma sondagem que é realizada por uma empresa que tem como director, e julgo que proprietário, um membro da Comissão de Honra do doutor Pedro Passos Coelho", declarou Mário David à agência Lusa.

O director de campanha de Paulo Rangel disse que a empresa em causa é a Pitagórica e que procurando na Internet fica-se a saber que esta tem como director Alexandre Picoto, e que este por sua vez aparece na página da candidatura de Passos Coelho como um dos membros da sua Comissão de Honra.

De acordo com a sondagem hoje publicada pelo Sol, 51 por cento dos militantes do PSD tencionam votar em Pedro Passos Coelho, 31 por cento em Paulo Rangel, oito por cento em José Pedro Aguiar-Branco e um por cento em Castanheira Barros.

Num comentário a estes números, Mário David disse que "se a mesma candidatura que há uma semana reivindicava ter 70 por cento dos delegados ao congresso agora já só tem 50 por cento, então está tudo ok, estão a perder 20 por cento por semana".

Mário David considerou depois que "seria bom um pouco mais de seriedade na forma de fazer política, nos métodos que são utilizados".

Questionado sobre a que métodos se referia, o eurodeputado respondeu que ainda hoje a candidatura de Paulo Rangel tinha uma visita a Viana do Castelo e circulavam mensagens SMS a dizer que esta tinha sido cancelada. "Quem é que fez isto? Não sei, mas a nossa candidatura não foi".

Referindo-se indirectamente à candidatura de Passos Coelho, o director de campanha de Paulo Rangel concluiu que "quem reivindica que vai à frente apresenta ao mesmo tempo grande nervosismo".

Contactado pela agência Lusa, o director do jornal Sol, José António Saraiva disse saber que Alexandre Picoto é membro da Comissão de Honra de Passos Coelho, mas desvalorizou as declarações de Mário David.

      "Associar o facto de o presidente da empresa de sondagens com quem temos uma parceria ser da comissão de honra do candidato é uma coisa um bocadinho absurda", afirmou Saraiva.

Para o director do Sol, este facto é "uma razão suplementar para a empresa ter cuidado e bastante responsabilidade".

"É uma responsabilidade acrescida", disse.

A Lusa tentou contactar o responsável da empresa Pitagórica, Alexandre Picoto, mas tal não foi possível até ao momento.

Ler mais

Exclusivos