Sede da RTP alvo de buscas

A sede da estação pública, em Lisboa, está a ser alvo de buscas por parte do DIAP de Évora, confirma a RTP

O Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Évora está a realizar buscas na sede da RTP, situada na Avenida Marechal Gomes da Costa, em Lisboa. Contactada pelo Diário de Notícias, a RTP confirma as buscas, mas não comenta o caso.

"Confirma-se a realização de buscas no âmbito de um inquérito dirigido pelo Ministério Público do DIAP [Departamento de Investigação e Ação Penal] de Évora", disse à Lusa fonte oficial da Procuradoria-Geral da República, não adiantando mais detalhes sobre a operação.

Segundo fonte ligada ao processo, as buscas decorreram no âmbito de uma investigação que remonta ao ano de 2012 e que dizem respeito a um patrocínio da Câmara Municipal de Santarém a um programa da RTP.

De acordo com o Correio da Manhã, que avançou a notícia, as buscas estão a ser efetuadas por oito procuradores.

A investigação estará relacionada com contratos assinados com Francisco Moita Flores, antigo presidente da Câmara Municipal de Santarém, adianta a SIC Notícias.

Ler mais

Premium

Rosália Amorim

Crédito: teremos aprendido a lição?

Crédito para a habitação, crédito para o carro, crédito para as obras, crédito para as férias, crédito para tudo... Foi assim a vida de muitos portugueses antes da crise, a contrair crédito sobre crédito. Particulares e também os bancos (que facilitaram demais) ficaram com culpas no cartório. A pergunta que vale a pena fazer hoje é se, depois da crise e da intervenção da troika, a realidade terá mudado assim tanto? Parece que não. Hoje não é só o Estado que está sobre-endividado, mas são também os privados, quer as empresas quer os particulares.