Reclusos de Olhão começaram hoje a limpar praia da Ilha da Armona

São cinco os detidos que durante os dias 14 e 25 de maio vão estar a trabalhar na limpeza daquela praia do Algarve. Uma ação conjunta do Estabelecimento Prisional de Olhão e da Câmara Municipal

Na sequência do protocolo assinado em fevereiro de 2017 entre a Direção Geral de Reinserção e Serviços Prisionais e a Câmara Municipal de Olhão, uma brigada de cinco reclusos, custodiada por um elemento da vigilância, começou esta segunda-feira a trabalhar na limpeza da praia da Ilha de Armona, no Algarve. A preparar o verão.

Os presos vão estar em limpezas entre os dias 14 e 25 de maio, sendo este trabalho devidamente remunerado. Cada detido aufere uma remuneração diária no valor de 25,69€ (vinte cinco euros e sessenta e nove euros), sendo o seguro de acidentes de trabalho também da responsabilidade da autarquia.

Esta experiência de trabalho, que se repete pelo segundo ano consecutivo, "promove o sentido de responsabilidade dos reclusos, estimulando-os a participar na execução do seu tratamento prisional, bem como nos seus processos de reinserção social, nomeadamente através do trabalho e de contacto com a sociedade envolvente que, desta forma, também toma conhecimento do préstimo social das pessoas que cumprem penas privativas de liberdade", explica ao DN o gabinete de Reinserção.