"Ranking" completo das escolas básicas e secundárias

Quase um terço das 599 escolas secundárias analisadas tiveram médias inferiores a 9,5 valores. Lisboa não coloca nenhuma nas 5 mais. Consulte aqui o 'ranking' completo. E veja também a classificação das 1301 escolas do ensino básico.

Como foram elaborados os "rankings" do DN?

Os critérios de ordenação das escolas do ensino secundário respeitaram as médias alcançadas pelos seus alunos em 18 (de um total de 24) exames nacionais. Foram escolhidos os exames com mais provas realizadas este ano. Na ordenação do ensino básico seguiu-se a média dos exames de Português e Matemática.

Consideram-se os resultados da primeira e da segunda fases?

Sim. Este ano lectivo, o Ministério da Educação disponibilizou os resultados das duas fases de exames e o DN decidiu alterar a prática seguida até então, fazendo um balanço das médias nas duas fases.

Não há o risco de se produzirem valores errados?

Apesar de se basear nas provas das duas fases, o DN só considera exames feitos por alunos internos (que frequentaram a escola onde o exame foi feito este ano lectivo). Também não são consideradas melhorias de nota entre as duas fases. Ou seja: quando o aluno fez o mesmo exame nas duas fases, só contam os resultados que alcançou na primeira. Dito isto, todas as listagens são passíveis de erro e discussão. O que o DN pode assegurar é que aplicou critérios iguais a todas as escolas da lista, com base nos dados facultados pelo Ministério da Educação.

Ler mais

Exclusivos