Quatro guardas prisionais agredidos na prisão do Linhó

Três dos quatro guardas prisionais tiveram de receber assistência hospitalar

Quatro guardas prisionais foram agredidos por um recluso na quarta-feira no estabelecimento prisional do Linhó, Cascais, disse hoje à agência Lusa fonte do sistema prisional.

A mesma fonte adiantou que três dos quatro guardas prisionais tiveram que receber assistência hospitalar, estando um deles com uma mão partida.

Segundo a fonte, as agressões ocorreram cerca das 18:00 de quarta-feira, após a saída das visitas.

Entre os guardas prisionais agredidos está um chefe, afirmou a fonte do sistema prisional, referindo ainda que depois dos incidentes o recluso foi colocado numa cela de isolamento.