Ferreira Leite aconselha líder parlamentar a pôr lugar à disposição

A ex-líder social-democrata afirmou que "há determinados lugares ou funções" que "evidentemente" devem, "à mudança de líder, implicar pôr o lugar à disposição"

A ex-presidente do PSD Manuela Ferreira Leite defendeu hoje que Hugo Soares deve pôr a liderança do grupo parlamentar à disposição do novo líder do partido, Rui Rio.

Em entrevista à TSF, Manuela Ferreira Leite afirmou que "há determinados lugares ou funções" como o de presidente da bancada parlamentar que "evidentemente" devem, "à mudança de líder, implicar pôr o lugar à disposição".

Ferreira Leite tem a mesma opinião de outro ex-líder, Luís Marques Mendes, que também defendeu que Hugo Soares, um apoiante do candidato derrotado, Pedro Santana Lopes, deve pôr o lugar à disposição.

A ex-líder social-democrata considerou ainda que a eleição de Rui Rio para a liderança do PSD, derrotando Pedro Santana Lopes, significa um "desejo de mudança" e até admitiu que o partido pode "vender a alma ao diabo" para afastar o PS e a esquerda do poder.

"Da mesma forma que o Bloco de Esquerda e o PCP têm vendido a alma ao diabo, exclusivamente com o objetivo de pôr a direita na rua, acho que ao PSD lhe fica muito bem se vender a alma ao diabo para pôr a esquerda na rua", disse.

A ex-presidente social-democrata afirmou ainda que Rui Rio foi claro na sua estratégia para afastar o Governo do PS, um dos temas da campanha interna, depois de o ex-autarca do Porto ter admitido viabilizar um executivo minoritário do PS.

"É bom vender a alma ao diabo para pôr a esquerda na rua", insistiu.

O ex-presidente da Câmara do Porto Rui Rio foi eleito, no sábado à noite, presidente do PSD com 54,37% dos votos, com uma diferença de cerca de 10 pontos percentuais para Pedro Santana Lopes, informou o partido.

Rui Rio será o 18.º presidente do PSD desde o 25 de Abril de 1974, sucedendo a Pedro Passos Coelho, eleito em 2010.

No seu discurso de vitória, Rui Rio afirmou que seguirá o legado deixado por Francisco Sá Carneiro e avisou que o atual Governo terá com a nova liderança do PSD uma "oposição firme e atenta", mas "não demagógica ou populista".

Pedro Santana Lopes assumiu a responsabilidade pelos resultados nas eleições diretas para a liderança do PSD, mas disse estar de consciência tranquila e assegurou que vai continuar no combate político.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Ricardo Paes Mamede

Benefícios fiscais para quê e para quem

São mais de 500 os benefícios fiscais existentes em Portugal. Esta é uma das conclusões do relatório do Grupo de Trabalho para o Estudo dos Benefícios Fiscais (GTEBF), tornado público na semana passada. O número impressiona por uma razão óbvia: um benefício fiscal é uma excepção às regras gerais sobre o pagamento de impostos. Meio milhar de casos soa mais a regra do que a excepção. Mas este é apenas um dos alertas que emergem do documento.

Premium

educação

O que há de fascinante na Matemática que os fez segui-la no ensino superior

Para Henrique e Rafael, os números chegaram antes das letras e, por isso, decidiram que era Matemática que seguiriam na universidade, como alunos do Instituto Superior Técnico de Lisboa. No dia em que milhares de alunos realizam o exame de Matemática A, estes jovens mostram como uma área com tão fracos resultados escolares pode, afinal, ser entusiasmante.