Projeto para "abraço amigo" entre Portugal e Vietname

Um português foi decisivo no século XVII na história vietnamita. Hoje, uma associação quer transformar as relações bilaterais.

Portugal e o Vietname permanecem duas culturas, dois países e dois povos quase desconhecidos entre si, algo difícil de entender para quem têm uma longa história de contactos desde o século XVI. Uma situação que a Associação de Amizade Portugal-Vietname (NamPor) se propõe mudar com projetos e iniciativas a desenvolver este ano. A ideia é ligar os dois países num "abraço amigo" - expressão portuguesa "única no mundo", afirma ao DN a presidente da NamPor, Thuy Tien, nascida em Saigão nos anos 1950 e a residir em Portugal desde a década de 80.

"Quando cheguei [a Portugal] descobri que nas cartas entre as pessoas conhecidas, estas terminavam sempre com a expressão "abraço amigo", que é tão bonita e única no mundo. E é esta ideia que quero concretizar com a associação", explica a sua presidente.

Leia mais na edição impressa ou no e-paper do DN

Ler mais

Exclusivos

Premium

Opinião

Os irados e o PAN

A TVI fez uma reportagem sobre um grupo de nome IRA, Intervenção e Resgate Animal. Retirados alguns erros na peça, como, por exemplo, tomar por sério um vídeo claramente satírico, mostra-se que estamos perante uma organização de justiceiros. Basta, aliás, ir à página deste grupo - que tem 136 000 seguidores - no Facebook para ter a confirmação inequívoca de que é um grupo de gente que despreza a lei e as instituições democráticas e que decidiu fazer aquilo que acha que é justiça pelas suas próprias mãos.

Premium

Margarida Balseiro Lopes

Falta (transparência) de financiamento na ciência

No início de 2018 foi apresentado em Portugal um relatório da OCDE sobre Ensino Superior e a Ciência. No diagnóstico feito à situação portuguesa conclui-se que é imperativa a necessidade de reformar e reorganizar a Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT), de aumentar a sua capacidade de gestão estratégica e de afastar o risco de captura de financiamento por áreas ou grupos. Quase um ano depois, relativamente a estas medidas que se impunham, o governo nada fez.