Processos pendentes nos tribunais de 1.ª instância baixaram 9% em 2015

Números são da Direção-Geral da Política de Justiça

O número de processos pendentes nos tribunais judiciais de 1.ª instância era de 1.311.138 a 31 de dezembro de 2015, resultando num decréscimo de 9% face a 2014, indicam as estatísticas da Direção-Geral da Política de Justiça (DGPJ).

Segundo os mesmos dados, entre 2012 e 2015 registou-se uma quebra de 22,8%, depois de, no final de 2012, terem sido contabilizados 1.698.733 processos pendentes.

Na justiça cível, a duração média dos processos findos em 2015 foi de 32 meses, enquanto na justiça penal foi de 9 meses e na justiça laboral de 12 meses (valor idêntico ao registado em 2007).

A justiça tutelar registou, em 2015, uma duração média dos processos findos igual à registada em 2007, ou seja 12 meses.

Segundo a DGPJ, na área processual cível, em 2015 e face a 2014, verificou-se um aumento do número de processos findos, tendo contribuído para isso o comportamento das ações declarativas.

No conjunto das ações declarativas, as ações para cumprimento de contratos e outras obrigações foram as que apresentaram maior peso, apesar de esse peso registar uma tendência de decréscimo entre 2007 e 2015, baixando de 48,6% do total das ações declarativas findas em 2007 para 26,7% em 2015.

Os dados indicam também que entre 2007 e 2015 registou-se um aumento de 460,3% no número de insolvências decretadas nos tribunais judiciais de 1.ª instância, tendo o peso das pessoas singulares no total dos processos passado de 18,2%, em 2007, para 70% em 2015, ou seja mais do que uma triplicação do peso.

Na área processual penal, o total de processos-crime em fase de julgamento findos diminuiu de 34,3%, entre 2007 e 2015, tendo os crimes rodoviários ocupado, em 2015, um lugar de destaque nos tipos de crimes julgados, com cerca de 28,8 do peso total.

Relativamente à área processual laboral, o número de ações findas cresceu 9,3% entre 2007 e 2015. Em qualquer dos anos considerados, as ações especiais, como, por exemplo, as ações de acidente de trabalho ou doença profissional, foram aquelas que tiveram maior expressão, representando, em 2015, 62,3% dos processos laborais findos.

Em 2015 contabilizaram-se 58.866 processos tutelares cíveis, 3050 processos de promoção e proteção e 820 processos tutelares educativos, sendo os primeiros os que, de forma clara, evidenciam um peso mais elevado na Justiça Tutelar no período 2007-2015.

Contudo, o seu peso diminuiu ligeiramente de 94,1% em 2007 para 93,8% em 2015.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Nuno Artur Silva

Notícias da frente da guerra

Passaram cem anos do fim da Primeira Guerra Mundial. Foi a data do Armistício assinado entre os Aliados e o Império Alemão e do cessar-fogo na Frente Ocidental. As hostilidades continuaram ainda em outras regiões. Duas décadas depois, começava a Segunda Guerra Mundial, "um conflito militar global (...) Marcado por um número significativo de ataques contra civis, incluindo o Holocausto e a única vez em que armas nucleares foram utilizadas em combate, foi o conflito mais letal da história da humanidade, resultando entre 50 e mais de 70 milhões de mortes" (Wikipédia).

Premium

nuno camarneiro

Uma aldeia no centro da cidade

Os vizinhos conhecem-se pelos nomes, cultivam hortas e jardins comunitários, trocam móveis a que já não dão uso, organizam almoços, jogos de futebol e até magustos, como aconteceu no sábado passado. Não estou a descrever uma aldeia do Minho ou da Beira Baixa, tampouco uma comunidade hippie perdida na serra da Lousã, tudo isto acontece em plena Lisboa, numa rua com escadinhas que pertence ao Bairro dos Anjos.