Marcelo quer jovens em Madrid como "embaixadores qualificados" de Portugal

O chefe de Estado sublinhou que aqueles jovens "estão a ter uma oportunidade única" e que devem aproveitar "como se fosse o último dia da vossa vida"

O Presidente da República encontrou-se, esta terça-feira, em Madrid com cerca de 80 jovens portugueses "muito habilitados" a quem incentivou a serem "embaixadores qualificados" de Portugal em Espanha.

"Estão a ter uma oportunidade única" e que devem aproveitar "como se fosse o último dia da vossa vida", disse Marcelo Rebelo de Sousa a um grupo de jovens portugueses, na sua grande maioria estudantes universitários em mestrados ou trabalhadores em grandes empresas e multinacionais.

No encontro na embaixada de Portugal em Madrid, o chefe de Estado sublinhou que aqueles jovens vivem numa época em que lhes é possível terem "qualificações excecionais", que eram mais difíceis de obter na "geração" de Marcelo Rebelo de Sousa.

"O vosso mundo é diferente do meu na vossa idade", disse o Presidente português antes de cumprimentar um a um os jovens portugueses.

Segundo fontes diplomáticas, a emigração de jovens portugueses para Madrid é mais qualificada do que noutros locais, e tem pouco a ver com a emigração tradicional.

"É um Presidente muito simpático, interessante e conectado com as pessoas", disse à agência Lusa um desses jovens, estudante do mestrado em economia.

O Presidente português cumpre, esta terça-feira, o segundo dia da sua visita de Estado a Espanha e, depois de esta manhã ter participado num encontro empresarial entre os dois países, tem ainda previsto reunir-se com o primeiro-ministro espanhol, Mariano Rajoy, e discursar numa sessão conjunta das duas câmaras das cortes (parlamento e senado).

A visita termina na quarta-feira com uma deslocação a Salamanca, onde vai estar acompanhado pelo rei Felipe VI durante parte do dia.

Ler mais

Premium

Rosália Amorim

"Sem emoção não há uma boa relação"

A frase calorosa é do primeiro-ministro António Costa, na visita oficial a Angola. Foi recebido com pompa e circunstância, por oito ministros e pelo governador do banco central e com honras de parada militar. Em África a simbologia desta grande receção foi marcante e é verdadeiramente importante. Angola demonstrou, para dentro e para fora, que Portugal continua a ser um parceiro importante. Ontem, o encontro previsto com João Lourenço foi igualmente simbólico e relevante para o futuro desta aliança estratégica.

Premium

Diário de Notícias

A ditadura em Espanha

A manchete deste dia 19 de setembro de 1923 fazia-se de notícias do país vizinho: a ditadura em Espanha. "Primo de Rivera propõe-se governar três meses", noticiava o DN, acrescentando que, "findo esse prazo, verá se a opinião pública o anima a organizar ministério constitucional". Explicava este jornal então que "o partido conservador condena o movimento e protesta contra as acusações que lhe são feitas pelo ditador".