Presidente da República apela à dádiva de sangue

Assinala-se esta quarta-feira o Dia do Dador de Sangue

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, apelou hoje a todas as pessoas que reúnam as condições necessárias a serem dadores de sangue e enalteceu o "sentido cívico" de quem já o faz.

Num comunicado para a assinalar o Dia do Dador de Sangue, que hoje se assinala, Marcelo Rebelo de Sousa destaca a importância de dar sangue.

"Trata-se de um momento privilegiado para agradecer muito calorosamente a todos os dadores de sangue e às instituições que procedem à recolha deste bem precioso, de que é feita a vida humana", salienta o Presidente.

Marcelo Rebelo de Sousa aproveitou também a efeméride para apelar à dádiva de sangue.

"Trata-se, de igual modo, de uma ocasião única para interpelar todos os Portugueses que reúnam as condições necessárias para serem dadores de sangue: não hesitem em ajudar o vosso próximo, na certeza de que, um dia, todos precisaremos de ajuda", disse.

O Presidente da República agradeceu ainda o "sentido cívico dos atuais dadores de sangue" e apelou "ao altruísmo e à humanidade de todos os potenciais dadores".

Ler mais

Exclusivos

Premium

DN Life

DN Life. «Não se trata o cancro ou as bactérias só com a mente. Eles estão a borrifar-se para o placebo»

O efeito placebo continua a gerar discussão entre a comunidade científica e médica. Um novo estudo sugere que há traços de personalidade mais suscetíveis de reagir com sucesso ao referido efeito. O reumatologista José António Pereira da Silva discorda da necessidade de definir personalidades favoráveis ao placebo e vai mais longe ao afirmar que "não há qualquer hipótese ética de usar o efeito placebo abertamente".