Presidente da Liga critica nova Federação. "É um casamento mal alinhavado"

Jaime Marta Soares considera que criação da Federação Nacional dos Bombeiros é "um assalto" à Liga dos Bombeiros

O presidente da Liga dos Bombeiros Portugueses critica a criação da Federação Nacional de Bombeiros Portugueses, hoje apresentada, que reúne bombeiros voluntários e profissionais. Jaime Marta Soares considera que se trata de um assalto ao organismo a que preside.

"Querem invadir um espaço que já está efetivamente a ser desenvolvido pela Liga dos Bombeiros Portugueses em todas as suas vertentes. Mas o que procuram é, efetivamente, querer assaltar qualquer coisa", defende Jaime Marta Soares em declaração à TSF. "Mas acho que quem nasce contra alguma coisa - em vez de ser a favor de alguma coisa -, não me parece que tenha um bom futuro. E parece-me também um casamento mal alinhavado, que não tem a representatividade que demonstre que tem qualquer futuro", acrescentou o presidente da Liga dos Bombeiros.

Federação Nacional de Bombeiros Portugueses (FNBP) junta a Associação Nacional de Bombeiros Profissionais (ANBP) e a Associação Portuguesa dos Bombeiros Voluntários (APBV) e, segundo explicaram hoje em conferência de imprensa, pretende ter assento em todos os órgãos de decisão política e legislativa da classe, indo realizar um encontro nacional em 17 de dezembro.

Os seus responsáveis insistem que o "sector está unido" e dizem querer ter representação em todos os órgãos de decisão política e legislativa em matéria de bombeiros e fazer parte da gestão do Fundo Social do Bombeiro,

A formação dos bombeiros e o papel da Escola Nacional de Bombeiros, a aposentação e a profissão de desgaste rápido, bem como os seguros de vida e de acidentes são itens sobre os quais a FNBP pretende dar o seu contributo.

Relacionadas

Últimas notícias

Brand Story

Tui

Mais popular

  • no dn.pt
  • Portugal
Pub
Pub