Portas assume vice-presidência da Câmara de Comércio e Indústria

O cargo não é remunerado. O ex-vice-primeiro-ministro foi eleito para a posição

Paulo Portas foi escolhido para ser o novo vice-presidente da Câmara de Comércio e Indústria Portuguesa (CCIP), anuncia a página online desta entidade. O ex-vice-primeiro-ministro foi eleito para a posição esta quarta-feira, em assembleia-geral. No topo dos corpos sociais da nova direção está também Bruno Bobone, presidente desde 2006, e José Miguel Júdice, que desempenha a função de Vice-Presidente desde 2007.

Numa declaração citada neste página, Paulo Portas considera que a sua entrada para a CCIP constitui "uma forma muito útil de continuar a ajudar a internacionalização das empresas e o sector exportador, que são os pilares do nosso crescimento", referindo ainda que "a Câmara de Comércio é uma instituição muito respeitada e credível cujo trabalho prático, a favor das empresas portuguesas, pude testemunhar ao longo da minha experiência governativa"

O cargo de Portas na CCIP não é remunerado. O ex-líder do CDS foi convidado para o lugar pelo presidente da CCIP, Bruno Bobone, e vai ficar com o pelouro da internacionalização. Bruno Bobone destaca que esta entrada "é um reconhecimento do trabalho desenvolvido pela Câmara de Comércio" ao longo dos últimos anos.

A CCIP é uma associação empresarial privada, fundada em 1834. No site da Câmara de Comércio lê-se que a associação "promove em particular o desenvolvimento dos seus associados a nível nacional e internacional". É presidida por Bruno Bobone, que também preside a Delegação Portuguesa da Câmara de Comércio Internacional.

Paulo Portas, que abandonou a liderança do CDS 18 anos depois de a ter assumido pela primeira vez, sairá do Parlamento em abril.

Exclusivos