Somos cada vez menos. População continua a diminuir

É o nono ano consecutivo em que há mais mortes do que nascimentos

A população em Portugal diminuiu em 2017, pelo nono ano consecutivo, uma vez que o número de mortes continua a ser superior ao de nascimentos, segundo dados do Instituto Nacional de Estatística, hoje divulgados.

Segundo as "Estatísticas Vitais", do Instituto Nacional de Estatística (INE), Portugal teve um saldo natural negativo de 23.432 pessoas.

Em 2017, nasceram com vida (nados-vivos) 86.154 crianças de mães residentes em Portugal, menos 972 crianças relativamente ao ano anterior, o que representa um decréscimo de 1,1%.

Do total de nados-vivos, 54,9% nasceram "fora do casamento".

O total de óbitos de pessoas residentes em território nacional foi de 109.586, representando uma redução de 0,9% (menos 987 óbitos) face a 2016.

Do total de óbitos, 54.987 foram de homens e 54.599 de mulheres e 85% das mortes foram pessoas com 65 e mais anos de idade.

Ler mais

Exclusivos