Polícia Judiciária deteve astrólogo suspeito de burla

Terá ficado com 35 mil euros de cliente

A Polícia Judiciária (PJ) anunciou hoje a detenção de um homem de 29 anos, astrólogo de profissão, pela presumível autoria de um crime de burla qualificada na zona de Seia, no distrito da Guarda.

O Departamento de Investigação Criminal da PJ da Guarda refere em comunicado hoje divulgado que o homem é suspeito de ter praticado o crime "entre junho de 2016 e fevereiro de 2017".

"O detido, arrogando-se vidente e detentor de especiais poderes curativos para a resolução de conflitos familiares, na sequência de consultas que efetuou, por meio de ameaças e de engano que astuciosamente provocou, determinou a vítima a fazer-lhe várias entregas em dinheiro, lesando-a em cerca de 35 mil euros", segundo a fonte.

O homem vai ser presente às autoridades judiciais competentes para primeiro interrogatório e aplicação das medidas de coação tidas por adequadas.

Ler mais

Exclusivos