Costa brinda com vinho da Madeira investimento de 50 milhões em biotecnologia

Chefe do Governo, em visita à Califórnia, repetiu gesto com que foi celebrada a independência dos EUA em 1776.

O primeiro-ministro brindou esta quarta-feira com vinho da Madeira, em Silicon Valley, a assinatura de um contrato de 50 milhões de dólares com a multinacional norte-americana Amyris para pesquisa biotecnológica na Universidade Católica do Porto.

Este contrato foi assinado pelo presidente da AICEP (Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal), Luís Castro Henriques, pela reitora da Universidade Católica do Porto, Isabel Capelo Gil, e pelo presidente da Amyris, John Melo, no âmbito da visita que António Costa está a realizar à Califórnia.

"Foi também com vinho da Madeira que se brindou no dia da independência dos Estados Unidos", referiu John Melo, lusodescendente, perante António Costa e os ministros da Ciência e Ensino Superior, Manuel Heitor, e da Economia, Manuel Caldeira Cabral.

Nesta breve cerimónia, coube ao secretário de Estado da Internacionalização, Eurico Brilhante Dias, propor o brinde, deixando uma mensagem de caráter político-económico: "Não queremos imigração".

"Queremos os nossos quadros no nosso país. Este é um grande momento para Portugal", declarou o secretário de Estado da Internacionalização.

Depois de o embaixador dos EUA em Portugal, George Glass, ter elogiado a escolha do Porto para este investimento na Escola Superior de Biotecnologia, frisando que a segunda cidade portuguesa está também em franco desenvolvimento no domínio da inovação e investigação, o primeiro-ministro fez um discurso simples, mas direto: "Descubram o novo mundo que representará para vós Portugal".

"Temos excelentes universidades do Minho até ao Algarve. Venham. Estamos à vossa espera", afirmou.

A Amyris tem-se destacado na investigação e desenvolvimento de fontes de energia alternativas ao petróleo e o investimento na Escola Superior de Biotecnologia da Universidade do Porto destina-se precisamente à pesquisa de novos caminhos de sustentabilidade ambiental neste domínio.

Ler mais

Exclusivos