PJ deteve cinco pessoas por abuso sexual de crianças

A Polícia Judiciária (PJ) de Aveiro anunciou hoje a detenção de três homens e duas mulheres, com idades entre os 16 e os 34 anos, pela presumível prática em coautoria do crime de abuso sexual de crianças.

Em declarações à agência Lusa, fonte da PJ disse que a vítima tem 13 anos e é filha de um dos casais que foram detidos, residente em Oiã, no concelho de Oliveira do Bairro.

A mesma fonte referiu que a menor vivia maritalmente com um rapaz de 16 anos em Gaia, tal como os sogros, que também foram detidos.

"O casamento foi combinado entre os progenitores de ambos, segundo os seus costumes e tradições comunitárias", refere a PJ, adiantando que a menor encontra-se grávida, fruto desse relacionamento.

Na sequência de uma busca domiciliária efetuada, cuja realização contou com o apoio da Diretoria do Norte desta Polícia, procedeu-se à retirada da menor, que foi entregue para acolhimento num centro de apoio familiar.

Os detidos, sem ocupação profissional definida, vão ser presentes a primeiro interrogatório judicial para aplicação das medidas de coação.

Ler mais

Premium

João Almeida Moreira

Bolsonaro, curiosidade ou fúria

Perante um fenómeno que nos pareça ultrajante podemos ter uma de duas atitudes: ficar furiosos ou curiosos. Como a fúria é o menos produtivo dos sentimentos, optemos por experimentar curiosidade pela ascensão de Jair Bolsonaro, o candidato de extrema-direita do PSL em quem um em cada três eleitores brasileiros vota, segundo sondagem de segunda-feira do banco BTG Pactual e do Instituto FSB, apesar do seu passado (e presente) machista, xenófobo e homofóbico.