Passos convidou José Eduardo Moniz para ser candidato a Lisboa

O convite foi revelado esta noite por Luís Marques Mendes, no seu habitual comentário político dos domingos na SIC

Pedro Passos Coelho convidou José Eduardo Moniz para encabeçar a lista do PSD à Câmara Municipal de Lisboa (CML). E agora aguarda uma resposta. O ex-diretor geral da TVI estará em período de reflexão.

No sábado, na Covilhã, Passos Coelho anunciou que o PSD não iria apoiar a candidatura da líder do CDS Assunção Cristas à CML. Acrescentou que, "a seu tempo", será apresentada uma "candidatura própria" do partido.

Para Marques Mendes, o PSD, nesta matéria, tem passado a vida aos "ziguezagues" e portanto não admira que haja sondagens a darem uma vitória clara ao atual presidente, o socialista Fernando Medina, e a dizerem que os sociais-democratas deveriam apoiar a candidatura da líder do CDS-PP, Assunção Cristas.

Para a concelhia de Lisboa do PSD, "a bola está do lado do presidente", agora, no que toca à escolha do candidato do partido. Falando ao DN, o presidente desta estrutura, Mauro Xavier, regozijou-se com a decisão de Passos de afastar o apoio do PSD a Cristas.

"Estamos contentes com a decisão", disse ao DN, recordando que o PSD lisboeta sempre defendeu que o partido não devia apoiar a candidatura de Assunção Cristas. Agora o tempo é de espera. "Temos de aguardar", por fevereiro/março, o tempo apontado pelo presidente social-democrata para apresentar candidatos novos.

O líder concelhio do PSD já tinha dito ao DN, a 31 de dezembro, que, por ele, "já não" estava "a discutir" isto. "O PSD de Lisboa tinha, no seu calendário, a apresentação do candidato um ano antes. O presidente do partido e o coordenador nacional apontam para o primeiro trimestre de 2017", explicou-se então, dizendo também que já tinha candidato.

Ler mais

Exclusivos