Parlamento saúda prémio para Manuel Alegre

Assembleia da República aprovou por unanimidade voto de saudação ao poeta. Muitos deputados ficaram sentados nas bancadas do PSD e do CDS

A Assembleia da República aprovou por unanimidade esta sexta-feira de manhã um voto de saudação a Manuel Alegre pela atribuição do Prémio Camões.

Os deputados aplaudiram de pé Manuel Alegre, presente nas galerias do Parlamento, mas muitos ficaram sentados nas bancadas do PSD e do CDS.

No texto apresentado pelo presidente da Assembleia da República, Ferro Rodrigues, é exaltada "a voz de Manuel Alegre" que "é a voz da liberdade". Assinalando que este prémio é atribuído no ano em que O Canto e as Armas faz 50 anos, o texto regista que o galardão "consagra como um nome maior das letras" o poeta e antigo deputado socialista nascido em Águeda (Aveiro).

Manuel Alegre disse na quinta-feira ao DN que recebeu o prémio "com alegria mas também com serenidade". O histórico socialista disse ainda: "É natural que me atribuam este prémio. Até podia ter sido mais cedo", afirmou.

Ler mais

Exclusivos