Paraquedista desfalece em exercício e está nos cuidados intensivos

Militar participava numa prova de marcha de 30 quilómetros com equipamento. Exército abriu inquérito ao incidente.

Um militar paraquedista desfaleceu esta quinta-feira numa prova de marcha e está internado nos cuidados intensivos do Hospital de Abrantes, soube o DN.

O militar caiu após percorrer 28 dos 30 quilómetros da marcha, no âmbito das provas para o curso de Precursores Aeroterrestres (responsáveis por fazer o reconhecimento e operar as zonas de aterragem de aeronaves e de lançamento de paraquedistas).

Em comunicado, o Exército informou que o chefe do Estado-Maior do ramo "determinou de imediato a abertura de averiguações às circunstâncias em que ocorreu o incidente".

Segundo a nota do Exército, a prova começou às 08:00 no Regimento de Paraquedistas (Tancos) e que "o militar se sentiu indisposto" cerca das 12:15 desta quinta-feira.

O militar, cuja categoria e posto não foram indicados, foi evacuado para o Centro Hospitalar Médio Tejo, em Abrantes, onde está na unidade de cuidados continuados intensivos polivalente e "sob monitorização contínua".

O ramo disponibilizou entretanto "todo o apoio necessário" à família do militar internado.

Este caso evoca o ocorrido há pouco mais de um ano, quando em setembro de 2016 morreram dois recrutas do curso de comandos e uma dezena teve de ser internada.

Este caso obrigou a cancelar os cursos de comandos e a rever toda a estrutura formativa, bem como o quadro de instrutores.

Além das penas disciplinares dentro do ramo, o Ministério Público também investigou o caso e acusou responsáveis do regimento de Comandos e vários dos instrutores pelo ocorrido.

Atualizado às 18:58, com o comunicado do Exército

Últimas notícias

Conteúdo Patrocinado

Mais popular

  • no dn.pt
  • Portugal
Pub
Pub