Mulher suspeita do homicídio do marido ficou em liberdade

Um empresário, de 52 anos, foi encontrado morto a 25 de outubro na mala da sua carrinha, num descampado em Palmeira, concelho de Braga

O juiz de instrução criminal no Tribunal Judicial de Guimarães deixou hoje em liberdade a mulher que tinha sido detida pela Polícia Judiciária de Braga por suspeita do homicídio do marido, em outubro de 2017.

Fonte policial disse à agência Lusa que a mulher tem de se apresentar diariamente na PSP, ficado ainda proibida de se ausentar do país, bem como de contactar com os restantes intervenientes processuais, à exceção dos filhos.

A vítima, um empresário de 52 anos que morava em Moure, Vila Verde, foi encontrada morta a 25 de outubro na mala da sua carrinha, num descampado em Palmeira, concelho de Braga.

O filho mais velho da vítima, emigrado em França, é igualmente suspeito de participação no homicídio, mas ainda não foi detido

Foi assassinada com um tiro no pescoço.

O homicídio terá ocorrido em Vila Verde, tendo depois o cadáver sido transportado na mala da carrinha da vítima, até ao local onde foi encontrado.

O filho mais velho da vítima, emigrado em França, é igualmente suspeito de participação no homicídio, mas ainda não foi detido.

Exclusivos

Premium

Betinho

"NBA? Havia campos que tinham baldes para os jogadores vomitarem"

Nasceu em Cabo Verde (a 2 de maio de 1985), país que deixou aos 16 anos para jogar basquetebol no Barreirense. O talento levou-o até bem perto da NBA, mas foi em Espanha, Andorra e Itália que fez carreira antes de regressar ao Benfica para "festejar no fim". Internacional português desde os Sub-20, disse adeus há seleção há apenas uns meses, para se concentrar na carreira. Tem 34 anos e quer jogar mais três ou quatro ao mais alto nível.