Mudança da hora. No domingo o sol já nasce mais cedo

Este fim de semana começa o horário de inverno

Os relógios vão atrasar, na madrugada de domingo, uma hora, iniciando-se o horário de inverno: no continente e na Madeira atrasam 60 minutos às 2.00 e nos Açores à 1.00.

Assim, quando forem 2.00 no continente e no arquipélago da Madeira, os ponteiros recuam uma hora e passa a ser 1.00.

Quando for 1.00 no arquipélago dos Açores (que tem menos uma hora do que o continente e a Madeira), os relógios atrasam os mesmos 60 minutos e passa a ser meia-noite (00.00).

A hora de inverno manter-se-á até à madrugada de 27 de março de 2016, altura em que os relógios voltam a ser adiantados 60 minutos, entrando-se na hora de verão.

As mudanças de hora, descritas no portal do Observatório Astronómico de Lisboa, entidade que regula a hora legal portuguesa, estão definidas por legislação nacional e comunitária e acontecem no último domingo de outubro (hora de inverno) e no último domingo de março (hora de verão).

Ler mais

Premium

João Almeida Moreira

Bolsonaro, curiosidade ou fúria

Perante um fenómeno que nos pareça ultrajante podemos ter uma de duas atitudes: ficar furiosos ou curiosos. Como a fúria é o menos produtivo dos sentimentos, optemos por experimentar curiosidade pela ascensão de Jair Bolsonaro, o candidato de extrema-direita do PSL em quem um em cada três eleitores brasileiros vota, segundo sondagem de segunda-feira do banco BTG Pactual e do Instituto FSB, apesar do seu passado (e presente) machista, xenófobo e homofóbico.

Premium

Rosália Amorim

"Sem emoção não há uma boa relação"

A frase calorosa é do primeiro-ministro António Costa, na visita oficial a Angola. Foi recebido com pompa e circunstância, por oito ministros e pelo governador do banco central e com honras de parada militar. Em África a simbologia desta grande receção foi marcante e é verdadeiramente importante. Angola demonstrou, para dentro e para fora, que Portugal continua a ser um parceiro importante. Ontem, o encontro previsto com João Lourenço foi igualmente simbólico e relevante para o futuro desta aliança estratégica.