Moscovici reúne-se com Mário Centeno em Lisboa na sexta-feira

Fonte comunitária indica que esta deslocação de Moscovici a Lisboa é uma "visita normal" cujo objetivo é "discutir com as autoridades portuguesas a situação económica e perspetivas orçamentais"

O comissário europeu dos Assuntos Económicos desloca-se na próxima sexta-feira a Lisboa, tendo previstos encontros com o ministro das Finanças, com o Governador do Banco de Portugal e com deputados à Assembleia da República.

A deslocação de Pierre Moscovici a Portugal ocorrerá dois dias depois de a Comissão Europeia dar o seu parecer sobre o Orçamento do Estado para o próximo ano -- no quadro das opiniões que divulgará na quarta-feira sobre os planos orçamentais dos países da zona euro -- e sobre a "ação efetiva" levada a cabo por Portugal para corrigir a trajetória do défice e evitar assim uma suspensão de fundos.

De acordo com a agenda do executivo comunitário, o comissário europeu tem previstos encontros com membros do parlamento português, com o governador do Banco de Portugal, Carlos Costa, e com o ministro Mário Centeno.

Fonte comunitária indicou à Lusa que esta deslocação de Moscovici a Lisboa é uma "visita normal" cujo objetivo é "discutir com as autoridades portuguesas a situação económica e perspetivas orçamentais, questões relativas a políticas fiscais na agenda da União Europeia e matérias relacionadas com o futuro da União Económica e Monetária".

Esta é a segunda deslocação de Pierre Moscovici a Lisboa desde que o Governo liderado por António Costa está em funções, após uma visita à capital portuguesa em 10 de março passado.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Nuno Artur Silva

Notícias da frente da guerra

Passaram cem anos do fim da Primeira Guerra Mundial. Foi a data do Armistício assinado entre os Aliados e o Império Alemão e do cessar-fogo na Frente Ocidental. As hostilidades continuaram ainda em outras regiões. Duas décadas depois, começava a Segunda Guerra Mundial, "um conflito militar global (...) Marcado por um número significativo de ataques contra civis, incluindo o Holocausto e a única vez em que armas nucleares foram utilizadas em combate, foi o conflito mais letal da história da humanidade, resultando entre 50 e mais de 70 milhões de mortes" (Wikipédia).