Ministro da Agricultura admite novo referendo à regionalização na próxima legislatura

"Não me repugnaria que na próxima legislatura se possam criar condições para se realizar um referendo sobre a matéria", referiu Capoulas Santos

Luís Capoulas Santos, ministro da Agricultura, admitiu esta quinta-feira a hipótese de se realizar um novo referendo à regionalização na próxima legislatura. Aos microfones da Renascença, diz que é uma situação que não o "repugna" e que sempre se mostrou "favorável".

"Não me repugnaria que na próxima legislatura se possam criar condições para se realizar um referendo sobre a matéria [regionalização]. Pessoalmente, sempre fui favorável e continuo a sê-lo. O país já se pronunciou sobre esta matéria e, para que o processo possa ser invertido, terá de ser realizada uma nova consulta. Já passou tempo suficiente", afirmou Capoulas Santos.

A Rádio Renascença refere ainda que Álvaro amaro, presidente da Associação Nacional dos Autarcas Social-Democratas, não fecha a porta à hipótese da realização de um referendo no prazo referido pelo ministro, mas destaca que existe um acordo de descentralização assinado pelo o Governo e o PSD.

"Fizemos um acordo com o Governo e nele consta a constituição de uma comissão com seis individualidades que nos possa dizer, daqui a um ano, que a melhor organização do Estado no nível sub-nacional pode passar pela regionalização", referiu.

Acrescenta ainda que o tema não é "tabu" e que é importante colocar o país a "discutir qual é a melhor forma do Estado se organizar, no nível abaixo da administração central".

Ler mais