Ministério Público pede levantamento de imunidade de deputado

O social-democrata Cristóvão Norte alega que a viagem ao Euro2016 surgiu pr convite de um amigo

O Ministério Público pediu o levantamento da imunidade parlamentar do deputados social-democrata Cristóvão Norte, avançou o Expresso. De acordo com a mesma fonte, a Assembleia da República deverá ainda hoje responder de forma positiva.

Cristóvão Norte foi um dos políticos que assistiu a um jogo da seleção portuguesa no Euro2016, em França. No entanto, o deputado do PSD sempre disse que o convite lhe fora feito por um amigo que trabalhava na Galp e não pela própria empresa.

Os secretários de Estado da Internacionalização, dos Assuntos Fiscais e da Indústria pediram no dia 9 deste mês a exoneração de funções, após terem pedido ao Ministério Público a sua constituição como arguidos no inquérito relativo às viagens para assistir a jogos do Euro2016.

Jorge Costa Oliveira, Fernando Rocha Andrade e João Vasconcelos afirmam que foram "sempre transparentes" sobre esta questão e "reafirmam a sua firme convicção de que os seus comportamentos não configuram qualquer ilícito", o que dizem querer "provar no decorrer do referido inquérito".

"Todavia, nas atuais circunstâncias, entendem que não poderão continuar a dar o seu melhor contributo ao Governo e pretendem que o executivo não seja prejudicado, na sua ação, por esta circunstância", referem, a propósito do pedido de exoneração.

No dia seguinte, a Procuradoria-Geral da República informou que o MP determinou a constituição dos três governantes como arguidos neste processo, conhecido como GalpGate, e que estes se iriam juntar a um chefe de gabinete, um ex-chefe de gabinete e um assessor governamental, que já o haviam sido.

Os três secretários de Estado aceitaram, no ano passado, convites da Galp para assistir a jogos da seleção nacional no campeonato europeu de futebol.

Ler mais

Exclusivos