Militar paraquedista "está estável"

Soldado desfaleceu após 28 quilómetros de marcha com equipamento num exercício ao fim da manhã de quinta-feira.

O militar internado quinta-feira nos cuidados intensivos do Hospital de Abrantes "passou a noite bem e está estável", informou esta sexta-feira o porta-voz do Exército.

O tenente-coronel Vicente Pereira adiantou ao DN que a família do militar está desde ontem em Abrantes, estando instalada no Regimento de Apoio Militar de Emergência sedeado naquela localidade.

O soldado, de 23 anos, estava a participar numa das provas de acesso ao curso de Auxiliares Precursores Aeroterrestres (a quem cabe fazer o reconhecimento e operar as zonas de aterragem de aeronaves e de lançamento de paraquedistas).

Ler mais

Exclusivos

Ricardo Paes Mamede

DN+ Queremos mesmo pagar às pessoas para se reproduzirem?

De acordo com os dados do Banco Mundial, Portugal apresentava em 2016 a sexta taxa de fertilidade mais baixa do mundo. As previsões do INE apontam para que a população do país se reduza em mais de 2,5 milhões de habitantes até 2080, caso as tendências recentes se mantenham. Segundo os dados da OCDE, entre os países com economias mais avançadas Portugal é dos que gastam menos com políticas de apoio à família. Face a estes dados, a conclusão parece óbvia: é preciso que o Estado dê mais incentivos financeiros aos portugueses em idade reprodutiva para que tenham mais filhos.