Metropolitano reabriu hoje o átrio norte da estação dos Anjos

O Metropolitano de Lisboa reabriu hoje o átrio norte da estação dos Anjos, na Linha Verde, que estava encerrado desde o final de junho para obras de beneficiação, informou hoje a empresa.

A empresa destacou que o átrio norte mantém-se aberto diariamente entre as 06:30 e as 01:00 e "passa, também, a ser uma alternativa de acesso à estação Arroios, encerrada temporariamente para obras de ampliação e melhoramentos".

Entre as obras de beneficiação foi realizada a "limpeza profunda" e a pintura do espaço, assim como a substituição integral do teto falso.

A estação dos Anjos - inaugurada em 1966 e ampliada em 1982 - serve mensalmente cerca de 430.000 passageiros, de acordo com a empresa.

A estação de Arroios encerrou a 19 de julho para obras de alargamento das plataformas de embarque, que deverão demorar um ano e meio, até janeiro de 2019.

Ler mais

Exclusivos

Premium

João Gobern

País com poetas

Há muito para elogiar nos que, sem perspectivas de lucro imediato, de retorno garantido, de negócio fácil, sabem aproveitar - e reciclar - o património acumulado noutras eras. Ora, numa fase em que a Poesia se reergue, muitas vezes por vias "alternativas", de esquecimentos e atropelos, merece inteiro destaque a iniciativa da editora Valentim de Carvalho, que decidiu regressar, em edições "revistas e aumentadas", ao seu magnífico espólio de gravações de poetas. Originalmente, na colecção publicada entre 1959 e 1975, o desafio era grande - cabia aos autores a responsabilidade de dizerem as suas próprias criações, acabando por personalizá-las ainda mais, injectando sangue próprio às palavras que já antes tinham posto ao nosso dispor.