Mendes diz que Cristas fez "quase xeque-mate" ao PSD

Comentador político afirmou que a candidatura da líder do CDS à Câmara de Lisboa enfraquece o PSD.

Marques Mendes considerou na SIC que a candidatura de Assunção Cristas deixa o PSD numa situação muito difícil: se apoiar a líder do CDS, o PSD "comete suicídio; se não a apoiar dificilmente terá um candidato vitorioso. "É que sem coligação é muito difícil ganhar a Câmara de Lisboa", afirmou.

O antigo líder social-democrata frisou que se o PSD demorar muito tempo a escolher o seu candidato ainda se fragiliza mais. Isto porque Cristas irá consolidando terreno e conquistar apoios, sendo que não tem os anticorpos que Paulo Portas tinha no PSD.

Ainda recentemente o presidente do PSD, Pedro Passos Coelho, remeteu a escolha dos candidatos do partido às autárquicas para o final do ano.

Mendes elogiou ainda a "coragem" de Assunção Cristas e disse que a sua candidatura permite "mobilizar o partido". A líder centrista, na sua opinião, não tem nada a perder. "Se tiver um bom resultado ganha força negocial junto do PSD para eleições nacionais"; se o resultado for menos bom dificilmente fica abaixo do pior resultado do CDS em Lisboa (7%).

Ler mais

Exclusivos