Os números da tempestade Ana: Um morto, 389 árvores derrubadas e 37 inundações

Balanço da proteção civil às 20:00

Um morto e três feridos ligeiros era às 20:00 o balanço da tempestade Ana, que está hoje a afetar Portugal continental, segundo um balanço da Autoridade Nacional da Proteção Civil.

Luís Belo Costa, adjunto nacional de proteção e socorro, disse que a chuva e o vento fortes provocaram também a queda de 389 árvores. Foram ainda registadas 37 inundações e 92 quedas de estruturas, disse também.

Em Marco de Canaveses uma mulher morreu na sequência de uma queda de árvore, que provocou também duas "vítimas leves". Outra vítima também ligeira foi registada devido igualmente a uma queda de árvore, disse Luís Belo Costa.

Os bombeiros de Marco de Canavezes disseram que a mulher morreu depois das 17:00, na localidade de Freixo, estrada nacional 211.

Segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) o período mais crítico é a noite de hoje e madrugada de segunda-feira, com vento forte com rajadas que podem chegar a 130 quilómetros por hora, chuva forte e queda de neve.

Ler mais

Exclusivos