"O tema da avaliação dos professores, para mim, acabou"

Ex-ministra assume que é preciso encontrar outras formas de garantir a qualidade dos trabalho dos docentes

A antiga ministra da Educação, Maria de Lurdes Rodrigues, deu por perdida a guerra que ela e outros antigos governantes travaram pela avaliação dos professores, quer à entrada quer no decurso das carreiras: "O tema da avaliação dos professores, para mim, acabou", assumiu, lembrando a forte contestação de que foi alvo e defendendo que o país tem "o desafio intelectual" e o "dever" de encontrar outras formas de garantir a qualidade do ensino.

Recorde-se que a avaliação prova de acesso à profissão e o modelo de avaliação de desempenho foram dois dos temas mais controversos da passagem de Maria de Lurdes Rodrigues pela pasta da Educação, entre 2005 e 2009, contribuindo para greves e duas maiores manifestações de sempre no país.

Nuno Crato, que também tentou reintroduzir a prova de acesso à carreira quando esteve na Avenida 5 de Outubro, enfrentando uma greve que coincidiu com alguns exames nacionais do secundário, defende ser "extremamente grave que não se dê maior atenção àqueles que vão educar os nossos filhos" no futuro.

Os ex-ministros falavam, ao início da tarde de hoje, numa conferência sobre os resultados portugueses nos testes PISA, da OCDE, promovida pela Fundação Francisco Manuel dos Santos, onde também marcaram presença os antigos ministros David Justino, Marçal Grilo, Isabel Alçada e Maria do Carmo Seabra.

No debate, Andreas Schleicher, diretor da OCDE para a Educação e Formação, alertou que Portugal tem de fazer mais para mobilizar os seus professores para se dedicarem a todos os alunos e para valorizar os bons exemplos existentes na classe.

Últimas notícias

Brand Story

Tui

Mais popular

  • no dn.pt
  • Portugal
Pub
Pub