Marcelo inaugura simulador da Marinha

Presidente da República é recebido sexta-feira na base naval de Lisboa, na margem sul do rio Tejo.

Marcelo Rebelo de Sousa vai inaugurar sexta-feira o simulador de ação tática da Marinha, soube o DN junto de fontes militares e da Presidência.

O Comandante Supremo das Forças Armadas vai ao centro de instrução de tática naval, na base de Lisboa, onde está o novo equipamento que permite simular táticas e procedimentos operacionais em submarinos, navios de superfície e helicópteros, guerra anti-submarina e aérea, de superfície ou eletrónica.

Marcelo rebelo de Sousa vai visitar também o agora chamado centro de operações marítimas, a que a Marinha mudou o nome depois de ter sido inaugurado há cerca de uma década como centro de operações navais - como se classificam as de natureza militar atribuídas a esse ramo militar das Forças Armadas.

A inauguração do simulador "permitirá treinar em terra ações táticas que habitualmente se realizam no mar", contribuindo assim para reduzir "os custos associados" ao treino e manutenção dos níveis de prontidão das guarnições, referiu uma fonte militar.

O sistema incorpora uma base de dados capaz de armazenar até 1500 unidades, meio milhar de plataformas, 1500 sensores e outras tantas armas, entre outras características. Efetuar três exercícios diferentes em simultâneo e treinar um Estado-Maior em terra ou no mar são algumas das potencialidades oferecidas pelo novo equipamento.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Saúde

Empresa de anestesista recebeu meio milhão de euros num ano

Há empresas (muitas vezes unipessoais) onde os anestesistas recebem o dobro do oferecido no Serviço Nacional de Saúde para prestarem serviços em hospitais públicos carenciados. Aquilo que a lei prevê como exceção funciona como regra em muitas unidades hospitalares. Ministério diz que médicos tarefeiros são recursos de "última instância" para "garantir a prestação de cuidados de saúde com qualidade a todos os portugueses".