Marcelo e os cogumelos: Presidente aguenta governo, mas "por uns tempos"

Visita a produção de cogumelos foi motivo para metáfora e análise a estabilidade do governo

Os comentários políticos de Marcelo Rebelo de Sousa brotam como cogumelos. E foi numa produção destes fungos em Vila Flor que o Presidente não resistiu a fazer mais uma metáfora: desta vez sobre estabilidade política.

Foi numa visita à Sousacamp, no âmbito do Portugal Próximo, que Marcelo enviou recados com conotação política. "Olha que maravilha, um duplo cogumelo", disse o presidente enquanto tirava o produto. Depois fez a distinção intencional. Para Marcelo "o cogumelo maior é o cogumelo presidencial e este é o governo que é mais pequenino". O Presidente continuou a comparação, falando em "solidariedade institucional", já que - como a forma daqueles cogumelos, "o Presidente da República [está] sempre a aguentar o governo...". A surpresa veio no final da frase, com Marcelo a acrescentar que o Presidente aguenta o governo... "por uns tempos".

O "por uns tempos" não foi dito num púlpito, mas à Marcelo, no meio da visita à produção, com microfones, gravadores e câmaras televisivas apontadas.