Macron vai estar nas comemorações da Batalha de La Lys

As celebrações vão decorrer de 08 a 10 de abril e não foi indicado o dia em que Emmanuel Macro estará presente

O ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, confirmou, esta quinta-feira, em Paris que o presidente francês vai participar nas comemorações do centenário da participação portuguesa na Primeira Guerra Mundial.

Questionado pela Lusa se confirma a presença do chefe de Estado francês nas comemorações do centenário da Batalha de La Lys, o ministro respondeu com um simples "Sim" e não indicou em que dia Emmanuel Macron estará presente.

As celebrações vão decorrer de 08 a 10 de abril.

Augusto Santos Silva, que se encontra numa missão de diplomacia económica em Paris, também confirmou que a "delegação portuguesa [será] chefiada pelo presidente da República" e respondeu que a importância da presença de Emmanuel Macron "é a maior".

"Em 2018, estamos a comemorar o centenário do fim da Grande Guerra. A Grande Guerra foi a primeira experiência de quão dramática pode ser a divisão entre os estados europeus. Morreram milhões de pessoas, foi uma guerra total, uma guerra absolutamente sanguinária semeada por divisões entre os europeus", afirmou.

O ministro acrescentou que "essa experiência de divisão teve um segundo episódio ainda mais sangrento na Segunda Guerra Mundial", mas disse que "felizmente" os europeus aprenderam com isso e sublinhou que "graças ao projeto europeu" se vive, há 70 anos, "em paz uns com os outros".

Santos Silva não deu indicações sobre a agenda da delegação portuguesa, mas, de acordo com o vereador executivo na câmara municipal de Paris Hermano Sanches Ruivo, o presidente português, Marcelo Rebelo de Sousa, e o primeiro-ministro, António Costa, vão acender a tocha no Túmulo do Soldado Desconhecido debaixo do Arco do Triunfo, em Paris, a 08 de abril.

De acordo com um projeto de resolução da Assembleia da República, que segundo a Constituição tem de autorizar as suas ausências do território nacional, Marcelo Rebelo de Sousa irá a França entre 08 e 10 de abril, para participar nas comemorações do centenário da Batalha de La Lys, que é considerada a mais trágica para o Corpo Expedicionário Português (CEP).

A 09 de abril estão previstas, como todos os anos, cerimónias no cemitério militar português de Richebourg l'Avoué e junto ao monumento aos mortos da Primeira Guerra Mundial em La Couture, no norte de França.

Ler mais

Premium

João Almeida Moreira

Bolsonaro, curiosidade ou fúria

Perante um fenómeno que nos pareça ultrajante podemos ter uma de duas atitudes: ficar furiosos ou curiosos. Como a fúria é o menos produtivo dos sentimentos, optemos por experimentar curiosidade pela ascensão de Jair Bolsonaro, o candidato de extrema-direita do PSL em quem um em cada três eleitores brasileiros vota, segundo sondagem de segunda-feira do banco BTG Pactual e do Instituto FSB, apesar do seu passado (e presente) machista, xenófobo e homofóbico.