Lusodescendente mata pai e morre no incêndio que causa

O homem que apareceu morto na quarta-feira após um incêndio numa residência em Toronto, foi alegadamente assassinado pelo seu filho, que também acabou por falecer no incêndio que provocou, disse hoje a polícia.

Uma fonte da polícia confirmou à agência Lusa que as vítimas eram de "origem portuguesa", tratando-se de João Aguiar, de 87 anos, e de Avelino Aguiar, de 55.

Na quarta-feira passada, as equipas de emergência foram chamadas para combater um incêndio por volta das 13:30, no número 10 da Jeffton Crescent, em Scarborough, e quando chegaram ao local encontraram primeiro o corpo de João Aguiar e depois o de Avelino Aguiar, suspeitando as autoridades que este último "incendiou a casa".

A autópsia veio a confirmar que ambos morreram da inalação de fumo e segundo a polícia não existem mais suspeitos.

Esta foi a terceira vítima de homicídio em Toronto em 2014.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Operação Marquês

Granadeiro chama 5.º mais rico do mundo para o defender

O quinto homem mais rico do mundo, o mexicano Carlos Slim Helú, é uma das 15 testemunhas que Henrique Granadeiro nomeou para serem ouvidas na fase de instrução do processo Marquês. Começa hoje a defesa do antigo líder da Portugal Telecom, que é acusado de ter recebido 24 milhões de euros do GES para beneficiar o grupo em vários negócios.