Lusodescendente assassinado em assalto a restaurante madeirense em Caracas

Renny Teixeira Rodriguez tinha 25 anos de idade. Terá tentado resistir aos assaltantes e foi morto a tiro

Dois homens armados assaltaram no domingo em Caracas, na Venezuela, um restaurante de madeirenses e assassinaram um lusodescendente de 25 anos de idade.

Segundo fontes policiais, o assalto ocorreu pouco depois das 17:00 locais (21:30 em Lisboa), quando dois homens armados entraram ao restaurante Rey David, em Los Palos Grandes (leste de Caracas) e tentaram roubar os clientes.

No local encontrava-se o lusodescendente Renny Teixeira Rodriguez, filho dos donos do restaurante, que, segundo relatos, tentou resistir e foi atingido a tiro pelos assaltantes.

Várias fontes dão conta de que a vítima vivia nos Estados Unidos e estava de visita a Caracas.

O Rey David é um conhecido restaurante propriedade de empresários naturais de Santana, na ilha da Madeira.

O caso está a ser investigado pelo Corpo de Investigações Científicas, Penais e Criminalísticas (CICPC, antiga Polícia Técnica Judiciária) da Venezuela.

Ler mais

Exclusivos

Premium

João Gobern

País com poetas

Há muito para elogiar nos que, sem perspectivas de lucro imediato, de retorno garantido, de negócio fácil, sabem aproveitar - e reciclar - o património acumulado noutras eras. Ora, numa fase em que a Poesia se reergue, muitas vezes por vias "alternativas", de esquecimentos e atropelos, merece inteiro destaque a iniciativa da editora Valentim de Carvalho, que decidiu regressar, em edições "revistas e aumentadas", ao seu magnífico espólio de gravações de poetas. Originalmente, na colecção publicada entre 1959 e 1975, o desafio era grande - cabia aos autores a responsabilidade de dizerem as suas próprias criações, acabando por personalizá-las ainda mais, injectando sangue próprio às palavras que já antes tinham posto ao nosso dispor.