Lisboa é uma das finalistas a Capital Europeia Verde 2019

Prémio da Comissão Europeia quer reconhecer os esforços para tornar as cidades amigas do ambiente e sustentáveis

Lisboa é uma das cinco cidades finalistas na corrida para a categoria Capital Europeia Verde de 2019, foi hoje anunciado pela Comissão Europeia.

A capital portuguesa concorre com Gent (Bélgica), Lahti (Finlândia), Oslo (Noruega) e Talin (Estónia), na categoria de cidades com mais de 100 mil habitantes.

Segundo um comunicado da Comissão Europeia, este ano foi recebido um número recorde de candidaturas ao prémio que é atribuído anualmente com o objetivo de reconhecer os esforços das cidades com um plano para se tornarem amigas do ambiente e envolvam a sua população na sustentabilidade ambiental, social e económica.

Segundo dados de Bruxelas, mais de dois terços dos europeus vivem em áreas urbanas, o que envolve dificuldades relacionadas com o consumo de energia, poluição, habitação, desemprego, transporte e qualidade das águas.

A Comissão Europeia acredita que o prémio pode inspirar outras cidades que queiram assim seguir os passos da vencedora e diminuir a sua pegada ecológica.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Rosália Amorim

"Sem emoção não há uma boa relação"

A frase calorosa é do primeiro-ministro António Costa, na visita oficial a Angola. Foi recebido com pompa e circunstância, por oito ministros e pelo governador do banco central e com honras de parada militar. Em África a simbologia desta grande receção foi marcante e é verdadeiramente importante. Angola demonstrou, para dentro e para fora, que Portugal continua a ser um parceiro importante. Ontem, o encontro previsto com João Lourenço foi igualmente simbólico e relevante para o futuro desta aliança estratégica.