Líder parlamentar do PSD desafia Governo a "corrigir o tiro"

Luís Montenegro diz que Governo está a receber "sérios avisos" a propósito do esboço do orçamento

O líder parlamentar do PSD sustentou hoje que o resultado do esboço de Orçamento do Estado para 2016 está a ser colocado em causa de forma generalizada, tanto a nível nacional como internacional, e desafiou o Governo a "corrigir o tiro".

Luís Montenegro falava aos jornalistas, no final da reunião da bancada do PSD, a propósito da notícia da TVI segundo a qual as contas feitas por técnicos da Comissão Europeia apontam para que em 2016 o défice português possa chegar aos 3,4%, em vez dos 2,6% previstos pelo Governo do PS, e o crescimento económico fique em 1,6% e não em 2,1%.

"Nós nem sequer estamos na avaliação ainda em concreto das medidas, estamos apenas na avaliação do resultado a que elas conduzem. E o resultado toda a gente o está a colocar em causa, quer no plano nacional, quer no plano internacional", declarou o líder parlamentar do PSD.

"São sérios avisos que estão lançados ao Governo", considerou.

Segundo Luís Montenegro, neste momento "não há credibilidade porque as políticas e as decisões que estão subjacentes ao quadro macroeconómico não levam àquele resultado" e impõe-se "que o Governo aproveite a oportunidade para fazer as correções".

Exclusivos