Análises comprovam "boa qualidade da água" na base das Lages

A Força Aérea esclareceu hoje que as análises certificadas à qualidade dá água para consumo humano, nos aquíferos na zona da Base Aérea n.º4, nas Lajes, comprovam a "boa qualidade".

"O Comando da Zona Aérea questionou o 65th Air Base Group (65th ABG) sobre a existência e validade do "2015 Water Drinking Quality Report". Em resposta, estes informaram que se trata de um documento interno, cujos resultados não foram obtidos em laboratório certificado", refere a Força Aérea em comunicado.

Segundo o documento, as "análises oficiais, essas sim realizadas em entidades certificadas, de 2015 até à presente data, comprovam a boa qualidade da água para consumo".

A Entidade Reguladora dos Serviços de Águas e Resíduos dos Açores (ERSARA) revelou hoje que vai solicitar esclarecimentos ao comando da Base Aérea n.º 4, nas Lajes, sobre a qualidade da água fornecida ao Bairro de Santa Rita.

A medida surge na sequência de uma notícia do jornal Expresso citando um relatório da Força Aérea norte-americana, que deteta valores de produtos químicos e metais pesados acima dos limites permitidos na água fornecida na base das Lajes.

O jornal revela ainda e-mails da Força Aérea Portuguesa (FAP) a recomendar que os militares e os funcionários portugueses da base das Lajes não consumissem água sem a ferver, por se encontrar "imprópria para consumo".

Em relação aos e-mails enviados pela Força Aérea aos militares e civis da Base Aérea n.º4, o documento explica que foram 10 e que "não estão relacionados com a rede de distribuição do 65th ABG".

"A rede da BA4 e a do 65th ABG são independentes e com pontos de captação distintos. O envio destes emails deveu-se a uma medida de precaução após a receção de resultados de análises à qualidade da água, realizadas em julho de 2017, nas quais foi evidenciada uma contaminação de origem bacteriana na água distribuída à área edificada sob responsabilidade da Força Aérea, com origem no interior da própria rede", esclarece.

A Força Aérea salienta que após a localização e delimitação das áreas afetadas, a rede sofreu as intervenções necessárias para erradicação da contaminação.

"Após estas intervenções, a qualidade da água regressou aos padrões normais de qualidade. Não foi registada qualquer ocorrência do foro sanitário entre os militares e civis da BA4 decorrente desta situação", conclui.

Ler mais

Exclusivos

Premium

João Almeida Moreira

Bolsonaro, curiosidade ou fúria

Perante um fenómeno que nos pareça ultrajante podemos ter uma de duas atitudes: ficar furiosos ou curiosos. Como a fúria é o menos produtivo dos sentimentos, optemos por experimentar curiosidade pela ascensão de Jair Bolsonaro, o candidato de extrema-direita do PSL em quem um em cada três eleitores brasileiros vota, segundo sondagem de segunda-feira do banco BTG Pactual e do Instituto FSB, apesar do seu passado (e presente) machista, xenófobo e homofóbico.